Teste de Cooper

Tenho recebido vários e-mails de pessoas pedindo dicas para treinar para o “Teste de Cooper”. Ou seja, para correr a maior distência possível em 12 minutos. Creio que são pessoas que estão fazendo algum tipo de concurso. Pesquisei bastante na internet mas não achei muitas dicas de treino para esse teste. Mas acho que vale a pena contar aqui do que se trata o Teste de Cooper e qual a sua origem.

Como, em última instância, ele mede a capacidade aeróbica de um indivíduo, minha sugestão para treinar para o teste é a padrão para qualquer corredor: pelo menos três treinos de corrida por semana: um intervalado (alternando corrida lenta e rápida), um mais longo e lento, e outro com velocidade média e distância média. Tenho certeza que fazendo isso de forma consistente o corredor melhorará sua capacidade aeróbica e consequentemente o resultado do seu “Teste de Cooper”. Convido os leitores, principalmente os treinadores, a comentar o post com dicas de treinos para o teste.

O “Teste de Cooper” é um teste para se avaliar a condição física de uma pessoa em um dado momento. O objetivo é estimar a capacidade aeróbica e o volume máximo de consumo de oxigênio, o famoso VO2 Max., ou seja, a quantidade máxima de oxigênio que o corpo pode aproveitar durante um período realizando-se atividade física. Para tanto, o teste exige que o indivíduo corra durante 12 minutos ininterruptos e procure percorrer a maior distância possível.

Dr. Kenneth Cooper

Dr. Kenneth Cooper

Este teste foi concebido pelo Dr. Kenneth Cooper (1931-) para o exércido dos Estados Unidos, mas com o temo o “Teste de Cooper” tornou-se tão conhecido que passou a ser aplicado em instituições públicas e privadas do mundo inteiro. Eu mesmo me lembro muito bem dos meus professores de “Educação Física” aplicarem isso no bom e velho Colégio São Francisco, lá em Rio Grande (RS), minha terra natal. Puxa, lembro como odiava aquilo…

A popularização e generalização do teste fez com que Cooper ampliasse o teste para diferentes grupos de idade e sexo.

O VO2Max varia consideravelmente na população, sendo o sexo um fator determinante primário em sua variabilidade. Os valores de VO2Max são 40 a 60% mais altos em homens do que em mulheres.

Um jovem de sexo masculino sem treinamento tem VO2max de aproximadamente 3,5 litros/minuto e 45 ml/kg/min.

“Teste de Cooper” é uma prova exigente onde a distância e o tempo sugerido procuram provocar ao máximo a capacidade física, respiratória e cardiovascular de uma pessoa, até levá-la a um ponto próximo do esgotamento. Importante: o teste não é um programa de treinamento.

Dicas para realizar o “Teste de Cooper”:

  • Faça alongamento antes e depois do teste (aprox. 5 minutos)
  • Use um calçado adequado para corrida.
  • O percurso para fazer o teste deve ser plano.
  • Ao finalizar o teste não pare abruptamente, nem sente de imediato. Caminhe por alguns minutos, até normalizar completamente o fluxo respiratório.

Análise dos resultados:

Após finalizar o teste, compare a distância percorrida com as tabelas abaixo. Como avaliação, Cooper estabeleceu cinco categorias: muito ruim, ruim, regular, boa e excelente. Ex.: se em 12 minutos um homem com menos de 30 anos percorre 2.400 metros está classificado na categoria “boa”.

Tabelas de Cooper

Homens (12 min)

Categoria

menos de 30 anos

30 a 39 anos

40 a 49 anos

50 anos ou mais

Muito ruim

Menos de 1600 m

Menos de 1500 m

Menos de 1400 m

Menos de 1300 m

Ruim

1600 a 2199 m

1500 a 1999 m

1400 a 1699 m

1300 a 1599 m

Regular

2200 a 2399 m

2000 a 2299 m

1700 a 2099 m

1600 a 1999 m

Boa

2400 a 2800 m

2300 a 2700 m

2100 a 2500 m

2000 a 2400 m

Excelente

Mais de 2800 m

Mais de 2700 m

Mais de 2500 m

Mais de 2400 m

Mulheres (12 min)

Categoria

menos de 30 anos

30 a 39 anos

40 a 49 anos

50 anos ou mais

Muito ruim

Menos de 1500 m

Menos de 1400 m

Menos de 1200 m

Menos de 1100 m

Ruim

1500 a 1799 m

1400 a 1699 m

1200 a 1499 m

1200 a 1399 m

Regular

1800 a 2199 m

1700 a 1999 m

1500 a 1899 m

1400 a 1699 m

Boa

2200 a 2700 m

2000 a 2500 m

1900 a 2300 m

1700 a 2200 m

Excelente

Mais de 2700 m

Mais de 2500 m

Mais de 2300 m

Mais de 2200 m

As três primeiras categorias dessa tabela são qualificadas como reprovadas, portanto são aprovados no teste apenas os indivíduos que se encaixarem nas categorias “boa”  ou “excelente”.

Se você fez o teste e não foi aprovado, isso não deve ser motivo para preocupação. De fato, estima-se que 80% da população mundial seria reprovada no teste. E este é um dos objetivos do teste, estabelecer a condição física real de um indivíduo com o propósito de começar um treinamento.

Fonte: Wikipedia